quarta-feira, 27 de abril de 2011

Semana do Escoteiro em Pau dos Ferros

Nos dias 23 e 24 de Abril o Grupo de Escoteiros  da E. E. João Soares da Silva participou da “Semana dos Escoteiros” em Pau dos Ferros, com uma de suas tropas SENIOR, o GE conseguiu conquistar um troféu que terá um significado de suma importância para todos os escotistas que compõe o grupo.
Confira algumas fotos das atividades que foram desenvolvidas nesse encontro:






Arte na Escola - Mosaico

A Arte em Mosaico consiste em peças recortadas, que coladas próximas umas das outras, produzem um determinado efeito visual, como um desenho ou imagem. Estas peças podem ser feitas de diversos materiais, embora a mais comum seja a pastilha de vidro. Outros materiais também são utilizados como pastilhas de porcelana, pastilhas de resina, azulejos, apliques de cerâmicas e pedras em geral.
Em geral, podemos dizer que em se tratando de mosaico não existem regras, o que vale é utilizar a imaginação. Pensando nisso, os alunos do 9º Ano da Escola Estadual João Soares da Silva, orientados pela professora de Ensino da Arte, Janaína Albuquerque  desenvolveram trabalhos em mosaico. Para a realização dos excelentes trabalhos aqui mostrados a professora inicialmente trabalhou o conceito de arte em mosaico, em seguida sugeriu que os alunos realizassem pesquisas para conhecer um pouco mais sobre esse tipo de arte, logo após realizaram oficinas e confeccionaram algumas obras de arte.
Confira as fotos.




quinta-feira, 21 de abril de 2011

A Câmara analisa o Projeto de Lei 267/11 que estabelece punições para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino.
O projeto é de autoria da deputada Cida Borghetti (PP-PR).
Em caso de descumprimento, o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, encaminhamento à autoridade judiciária competente.

A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta como responsabilidade e dever da criança e do adolescente na condição de estudante.

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Indisciplina
De acordo com a autora, a indisciplina em sala de aula tornou-se algo rotineiro nas escolas brasileiras e o número de casos de violência contra professores aumenta assustadoramente. Ela diz que, além dos episódios de violência física contra os educadores, há casos de agressões verbais, que, em muitos casos, acabam sem punição.


segunda-feira, 18 de abril de 2011

Sentido da Semana Santa

Rosto Divino do homem..Rosto humano de Deus.

Sentido da Semana Santa

Que possamos vivenciar plenamente essa semana tão importante e especial. não vamos olhar para a semana santa como 'aquele feriadão prolongado', assim como não devemos olhar para a sexta-feira Santa como o simples 'Dia que não pode comer carne', e muito menos para a Páscoa como ' Dia de ganhar ovos de chocolate'.
Vamos ter em mente que Cristo morrerá e nos "convida" a fazer o mesmo. Pode parecer estranho falar assim, mas o que quero dizer, é que devemos morrer para esta vida, uma vida errada, cheia de tristeza, pecado, depressão, ódio, mágoa, e tantos outros nomes que nosso coração tão humano carrega...E renascer junto com Ele, para uma vida cheia de Glória!
 
       Respeite, reflita e viva plenamente esta semana. Cristo mostrará nosso verdadeiro valor, derramará Seu precioso Sangue por cada um de nós. Nunca ninguém demonstrou tanto Amor por você assim, não é mesmo? Então, sinta cada passagem desta semana.

Fonte: http://www.deustefazentender.blogspot.com

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Arte na Escola

 Arte na Escola
Um dos períodos mais fascinantes da história humana é a Pré-História. Esse período não foi registrado por nenhum documento escrito, pois é exatamente a época anterior à escrita. Consideramos como arte pré-histórica todas as manifestações que se desenvolveram antes do surgimento das primeiras civilizações e portanto antes da escrita. No entanto isso pressupõe uma grande variedade de produção, por povos diferentes, em locais diferentes, mas com algumas características comuns.
Divisão da Pré-História:  
Paleolítico -  A principal característica dos desenhos da Idade da Pedra Lascada é o naturalismo. O artista  pintava os seres, um animal, por exemplo, do modo como o via de uma determinada perspectiva, reproduzindo a natureza tal qual sua vista captava
Neolítico - a fixação do homem da Idade da Pedra Polida, garantida pelo cultivo da terra e pela manutenção de manadas, ocasionou um aumento rápido da população e o desenvolvimento das primeiras instituições, como família e a divisão do trabalho. Assim, o homem do Neolítico desenvolveu a técnica de tecer panos, de fabricar cerâmicas e construiu as primeiras moradias, constituindo-se os primeiros arquitetos do mundo.
Visto a importância do desenvolvimento de habilidades artísticas dentro na escola, os alunos da 3ª Série da Escola Estadual João Soares da Silva, realizou um trabalho na disciplina Ensino da Arte,coordenado pela professora Solania, realizou uma atividade retratando um pouco da história desse período da Arte na Pré História.
Abaixo fotografias mostrando o resultado final das atividades dos alunos:










quarta-feira, 13 de abril de 2011

GE82- GRUPO DE ESCOTEIROS JOSÉ FERNANDES FILGUEIRA

GE82- GRUPO DE ESCOTEIROS
JOSÉ FERNANDES FILGUEIRA




O Grupo de Escoteiro José Fernandes Filgueira neste dia 9 de Abril de 2011, visitou os grupos de escotistas da cidade de Pau dos Ferros-RN, na oportunidade se deslocaram até o campo de treinamento realizando lá várias atividades educativas, como divisão de patrulhas, jogos interativos e músicas escotistas. Um grande ponto positivo também é a interação e a troca de experiência entre os grupos de escoteiros.
            Abaixo algumas fotos que marcaram este evento:







terça-feira, 12 de abril de 2011

50º aniversário do primeiro homem no Espaço

Rússia celebra 50º aniversário da viagem de Yuri Gagarin, o primeiro homem no Espaço.
A pedido da Rússia, a Assembleia Geral da ONU declarou em 12 de abril "Dia Internacional do Voo do Homem ao Espaço", que Moscou realizará com diversos atos, incluindo uma salva de artilharia de 50 tiros de canhão a partir do Kremlin.

Assista ao vídeo e conheça esssa incrível viagem.

 Fonte:http://www.sic.aeiou.pt

video

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Governo Estadual altera a senha usada na Internet

Informamos aos servidores públicos estaduais que a sua senha usada para impressão de contracheques via internet foi alterada.
Para a impressão dos contracheques via internet, será necessário que o servidor se dirija a uma agência do Banco do Brasil e nos caixas de autoatendimento retire um contracheque.

A impressão de um contracheque nos terminais de autoatendimento do Banco do Brasil se faz necessário por que ao imprimir um contracheque nas a nova senha já constará no contracheque impresso.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Um comentário que merece Destaque

                            Katson Fernandes disse...
                Olá caros campanheiros,
Antes de fazer minhas considerações, quero apresentar-me por ser a primeira vez que comento nesse Blog, me chamo Katson Fernandes, sou estudante de geografia da UFRN, sou casado com uma conterrânea da cidade de Riacho da Cruz, a Jucicleide que também é aluna da referida escola, salientando-se que já fui aluno dessa escola por um dia, enfim apresentações á parte vamos ao assunto relacionado com a matéria.
Antes de chegar na discussão dos Escoteiros propriamente dita, quero os saudar pelo ato de criarem um blog para E.E João Soares, que essa simples atitude, pode gerar uma contribuição significativa no aprendizado dos alunos, pois os convocará ao processo de inclusão digital, mas não só, os incluirá na blogosfera, um novo mundo que está baseado nos princípios da democracia, e tem por objetivo predominantemente informativo, porém vai muito além, abre-se diversas vertentes para discussões de assuntos que estão em pauta na construção de uma sociedade melhor, meus parabéns pela iniciativa.
Agora sim vamos ao grupo de escoteiros, desde já fico feliz em vê vários conhecidos nesse grupo, inclusive um cunhado, no entanto, quero ressaltar aqui a importância do grupo de escoteiro para uma cidade como Riacho da Cruz, é de conhecimento de todos que a cidade não disponibiliza de muitas opções de lazer, principalmente para JOVENS, o lazer em Riacho resume-se aos diversos bares, que esses por sua vez não deve nem passar pelo pensamento dos integrantes desse grupo, e os escoteiros vieram para revolucionar a conjuntura cultural da juventude Riachocruzense, além disso ser escoteiro é adotar uma doutrina, uma ideologia um comportamento social diferenciado, o que deve ser colocado em destaque pelo atual presidente do grupo, e demais organizadores.
Uma coisa que gostaria de sugerir a escola e os orientadores do grupo, é que desenvolvam atividades com continuidade, não deixe em nenhum momento o grupo se sentir abandonado, ou sentir que estão enfraquecidos, é natural do jovem estar sempre em movimento, então os proponho cursos de primeiros socorros em convênio com os bombeiros, acampamentos, grupos de discussões a respeito de filmes, gincanas culturais, movimentos de solidariedade como distribuição de alimentos a famílias carentes, dentre várias outras atividades que o mantém satisfeito e orgulhoso em fazer parte de um grupo que é destaque na estrutura da população de Riacho da Cruz.
Portanto, essas foram minhas considerações sobre essa excelente iniciativa por parte da escola, e aproveito também para sugerir aos leitores desse blog, a leitura do blog" VOZ INTERIORANA" deixarei o link abaixo.
http://www.katsonfernandes.blogspot.com/

Para refletir:
"Uma série de pequenas vontades faz um grande resultado"
Autor: Anônimo

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Comperve divulga edital para isenção da taxa de inscrição no vestibular 2012

Comperve divulga edital para isenção da taxa de inscrição no vestibular 2012
A Comissão Permanente do Vestibular (Comperve) publicou o edital para os candidatos que queiram se isentar da taxa de inscrição para o processo seletivo 2012. A inscrição é feita exclusivamente via Internet, das 8h do dia 18 de abril até as 23h59 do dia 15 de maio deste ano.
O pedido de isenção é permitido somente aos alunos que tenham cursado, com aprovação, o 2º ciclo do ensino fundamental (6º ao 9º anos) e os dois primeiros anos do ensino médio em escolas públicas ou credenciadas no Conselho Nacional da Assistência Social e/ou Estadual e Municipal, como filantrópicas, e que tenham cursado ou estejam cursando o último ano do ensino médio nas mesmas escolas citadas anteriormente.
O estudante que, no vestibular 2011, foi selecionado como isento e não efetuou sua inscrição ou faltou a pelo menos um dia de aplicação das provas, não poderá concorrer ao processo de isenção.

Para se inscrever, o candidato deve acessar
o site da COMPERVE, preencher na íntegra o formulário de inscrição, enviá-lo eletronicamente e imprimir o comprovante. Feito isso, entregar, de uma só vez, cópia dos seguintes documentos: comprovante de inscrição; histórico do ensino fundamental e do 1º e 2º anos do ensino médio; declaração de que está cursando, em 2011, o último ano do ensino médio; histórico do ensino médio (caso já tenha concluído); comprovante de que foi aprovado na disciplina que cursou por meio de progressão parcial (se for o caso); e documentos de identificação.
As cópias devem ser entregues nos dias úteis de 18 de abril a 16 de maio de 2011, das 7h30 às 11h30 ou das 13h30 às 17h30, na sede da COMPERVE ou enviadas via Correio, com Aviso de Recebimento, endereçada à COMPERVE. O resultado da seleção será divulgado a partir do dia quatro de julho de 2011, no site da COMPERVE: www.comperve.ufrn.br.
Com informações da Agecom – UFRN
Fonte: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/comperve-divulga-edital-para-isencao-da-taxa-de-inscricao-no-vestibular-2012/177733

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Artigo: Educação, único caminho para o futuro


Educação, único caminho para o futuro
* Delúbio Soares

Diferente da austeridade imposta pela educação de séculos atrás, quando o rigor da disciplina – muitas vezes com severos castigos corporais – era o que imperava na condução do ensino, pensar hoje a educação é uma tarefa que precisa ser feita com sensibilidade, razão, forte sentido humanista e, acima de tudo, vontade política.

A educação ultrapassa os limites dos abnegados professores batalhando na sala de aula, e vai para muito além dos limites físicos de nossas escolas. Essa palavrinha mágica abre portas, desenha o destino e tange no horizonte o futuro num sopro de anseio e vontade. A educação é emancipação social, econômica, política e ideológica. A educação é o princípio da cidadania e a consolidação dos povos como nações.

Não por acaso, a educação é a área da administração pública que, por lei, deve receber o maior investimento dos governos em seus orçamentos. Desde a formação do movimento sindical, em 1979, e mais à frente com a redemocratização do País, na década de 1980, a educação avançou em determinados pontos e ficou engessada em outros, num contexto complexo e desafiador. Os professores passaram a propor, com mais audácia, novos caminhos para a educação, adequando-a, cada um ao seu modo de pensar, a modelos que o sistema público não conseguiu absorver.

A começar pela estrutura física das escolas, que é a mesma desde quando fui aluno no saudoso Lyceu de Goiânia. Apenas recentemente ouvimos falar em Escola em Tempo Integral, algo que já existe há anos na Europa. A distância da política nas escolas, sempre trancada nos gabinetes, também é fator preocupante de comprometimento do setor público com essa importante área que já foi, em parte, tomada pela iniciativa privada.

Os problemas da educação começam no ensino básico. Essa fase essencial em nossas vidas, onde estão as raízes do  interesse humano  pelo conhecimento e da nossa própria personalidade, continua “enciclopédica”, tradicional e voltada para métodos antiquados, dissociados da realidade e dos tempos difíceis e desafiadores em que vivemos. Um ensino ainda dentro de padrões arcaicos de educação, onde os alunos não veem aplicabilidade naquilo que lhes é ensinado, aprendendo coisas que de nada lhes servirão na vida prática durante os cursos primário e secundário, gerando reflexos negativos quando chegam na universidade, sem uma base mais sólida e consistente.

Infelizmente, o Brasil apresenta outra deficiência crônica quanto ao ensino público superior. Deficiência que começou ainda no Brasil Colônia e se arrastou até os dias de hoje, tornando-se agora num nó que precisa ser desatado por uma profunda reforma universitária. Por falta de planejamento e visão de futuro, o País não teve como absorver a quantidade de alunos que estava saindo do ensino médio e ingressando no curso superior. Não existiam vagas para todos, e o País começou a apresentar impressionante demanda reprimida. O crescimento dessa demanda pode ser atribuído a dois fatores: o próprio aumento vegetativo da população e a necessidade cada dia mais frequente de profissionais e mão-de-obra qualificada.

Não existia por parte da iniciativa privada  interesse maior em realizar investimentos de porte nessa área. As exigências do MEC eram muitas, dificultando a possibilidade de grupos educacionais investirem no setor. Para se constituir uma faculdade, eram necessários laboratórios específicos, nem todos os cursos eram liberados, e, os que eram, sofriam limitação no número de vagas a serem oferecidas. Resultado: o interesse em se investir na educação superior era quase nulo.

Em 1987, o Ministério da Educação ampliou a facilidade de abertura das instituições particulares de ensino superior, diminuindo exigências e possibilitando o aumento do número de pessoas que ingressaram nas universidades. Só para se ter uma ideia, depois dessa medida o número de faculdades particulares aumentou mais de 300%, de 1987 a 1996, possibilitando que mais e mais estudantes brasileiros pudessem se formar, trabalhando de dia, estudando à noite e ampliando os seus horizontes de vida.

Se por um lado essa medida permitiu o aumento no número de trabalhadores com curso superior no País, também é verdade que a proliferação sem limites de faculdades particulares, com cursos (não todos) abaixo do padrão de qualidade, colocou no mercado uma pequena parcela de diplomados sem maior qualificação. Mas nem isso diminuiu o progresso alcançado e os milhares de excelentes profissionais que saem a cada ano dos bancos das universidades públicas ou particulares.

Há uma peça fundamental nessa engrenagem abençoada da educação, desde o jardim da infância até a pós-graduação nas universidades: o professor, esse missionário tantas vezes incompreendido, mal pago, enfrentando dificuldades de toda ordem, mas dando conta do seu recado! Os mestres desse Brasil gigantesco, seja a professorinha em começo de carreira lá nas margens do Araguaia, seja o consagrado catedrático das melhores universidades de nível internacional, são patrimônio inestimável, intocável e indispensável do povo brasileiro. Nem os pisos salariais baixíssimos, nem as escolas em petição de miséria, nem a falta de giz, nem os quilômetros de estradas de terra, com lama ou poeira, são empecilhos para que esses brasileiros da melhor qualidade forjem as gerações do futuro. Benditos os professores!

Otimista, percebo algumas mudanças na educação tanto em Goiás quanto no Brasil. As transformações apresentadas pelo Exame Nacional do Ensino Médio, por exemplo, dão um primeiro e importante passo para uma nova filosofia da educação, com reflexos positivos ao ensino superior. Primeiro, por tirar o aluno do vício enciclopédico, com aplicação das provas “em cima” de áreas do conhecimento, exigindo habilidades e competência do estudante. Aí está sendo edificada uma sólida base para o futuro de nossos estudantes que é, também, o futuro do próprio País.

A eleição direta para diretores das escolas públicas, outra conquista do movimento sindical e da comunidade escolar, é mais um avanço na educação.  Da mesma forma, a eleição direta dos reitores modernizou a vida universitária, democratizando-a e oxigenando-a. O processo democrático é um momento importante, único e transparente, onde os pais discutem lá dentro da escola – no que chamamos de gestão participativa – qual o modelo de ensino que querem para os seus filhos, concretizando mais ainda o exercício da cidadania e a sedimentação de um modelo democrático e eficiente de se educar para a vida e o futuro. Sem envolver a sociedade nos assuntos ligados ao meio escolar, as decisões eram tomadas “de cima para baixo”, estabelecidas conforme as conveniências políticas dos governantes, prejudicando seriamente a qualidade do ensino ministrado aos educandos e o ânimo dos educadores.

Da mesma forma, o programa de Educação de Jovens e Adultos, o EJA, fez com que o número de analfabetos caísse. Quantos pais e mães de famílias, muitos com filhos inclusive formados, redescobrem o mundo através do alfabeto! Algo que antes não fazia muita falta – após anos de costume –, hoje se torna indispensável, valoroso, formidável, bonito e mágico. Lembro-me do poeta Thiago de Mello ao dizer da alegria nos olhos de quem aprendeu a ler.

O Brasil está seguindo rumo ao seu destino de grandeza. Nossas riquezas naturais, a beleza de nossa terra, a grandeza de nosso povo, a história feita a golpes de bravura e patriotismo, nada disso valeu ou valerá se não investirmos até o último centavo numa educação sólida, com o professor valorizado e o estudante bem preparado.  Não por acaso, esse País deu ao mundo alguns dos maiores educadores de todos os tempos: Anísio Teixeira, Paulo Freire, Darcy Ribeiro e Milton Santos. Nós sabemos educar, temos que fazê-lo e já não temos nenhuma dúvida: a educação é o único caminho para o futuro.


Delúbio Soares é professor
Diário da Manhã
(companheirodelubio@gmail.com)
(www.delubio.com.br)

sábado, 2 de abril de 2011

Dica de Site Interessante

Banner
Acesse: http://www.almanaquebrasil.com.br/

O site da revista Almanaque de Cultura Popular que, assim como a revista, tem como principais temas s a cultura e a memória brasileiras,  em todos os perfis, biografias, curiosidades, jogos e brincadeiras.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Dia da Mentira – 1º de Abril

Menino Maluquinho (Melhoramentos) e Pinóquio (Walt Disney)
Encontro em Paris, capital da mentira


Tudo começou quando o rei da França, Carlos IX, após a implantação do calendário gregoriano, instituiu o dia primeiro de janeiro para ser o início do ano. Naquela época, as notícias demoravam muito para chegar às pessoas, fato que atrapalhou a adoção da mudança da data por todos.

Antes dessa mudança, a festa de ano novo era comemorada no dia 25 de março e terminava após uma semana de duração, ou seja, no dia primeiro de abril. Algumas pessoas, as mais tradicionais e menos flexíveis, não gostaram da mudança no calendário e continuaram fazer tal comemoração na data antiga. Isso virou motivo de chacota e gozação, por parte das pessoas que concordaram com a adoção da nova data, e passaram a fazer brincadeiras com os radicais, enviando-lhes presentes estranhos ou convites de festas que não existiam.Tais brincadeiras causaram dúvidas sobre a veracidade da data, confundindo as pessoas, daí o surgimento do dia 1º de abril como dia da mentira.

Aproximadamente duzentos anos mais tarde essas brincadeiras se espalharam por toda a Inglaterra e, consequentemente, para todo o mundo, ficando mais conhecida como o dia da mentira. Na França seu nome é “Poisson d’avril” e na Itália esse dia é conhecido como “pesce d’aprile”, ambos significando peixe de abril. No Brasil, o primeiro Estado a adotar a brincadeira foi Pernambuco, onde uma informação mentirosa foi transmitida e desmentida no dia seguinte. “A Mentira”, em 1º de abril de 1848, apresentou como notícia o falecimento de D. Pedro, fato que não havia acontecido.
Walt Disney criou uma versão para o clássico infantil Pinóquio, dando ênfase à brincadeira, mostrando para a criançada o quanto mentir pode ser ruim e prejudicial para a vida das pessoas. Ziraldo, um escritor brasileiro da literatura infanto-juvenil, também conta histórias sobre as mentiras, através do tão famoso personagem, o Menino Maluquinho. Em "O Ilusionista", Maluquinho descobre o mal provocado por roubar, fingir e mentir.

Pregar mentiras nesse dia é uma brincadeira saudável, porém o respeito e o cuidado devem ser lembrados, para que ninguém saia prejudicado, afinal, a honestidade é a base para qualquer relacionamento humano.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola