sexta-feira, 13 de maio de 2011

Greve na Educação - Nota à população de Riacho da Cruz

 Em três meses, Governo Rosalba arrecada R$ 164 milhões a mais e diz que não tem dinheiro Depois de quatro meses de conversas infrutíferas, os trabalhadores em educação decidiram entrar em greve para garantir seus direitos. O governo Rosalba admite esses direitos,mas jura que não tem dinheiro para honrá-los e pede 120 dias para estudar o caso.


Quanto ao argumento de não ter dinheiro. Toda sociedade sabe que essa é a desculpa de todo mal pagador. Segundo o Dieese, o Rio Grande do Norte arrecadou, só no primeiro trimestre deste ano, nada menos que R$ 776 milhões. Isso só com o ICMS! Nada menos que R$ 110 milhões a mais que a arrecadação do mesmo período do ano anterior.

Quer mais? O Rio Grande do Norte também recebeu mais dinheiro do FUNDEB este ano. Segundo dados oficiais, de janeiro a abril, o Governo Federal repassou quase R$ 200 milhões para o Estado. Precisamente R$ 54 milhões a mais que no ano anterior.

Quanto aos 120 dias de prazo pedidos pelo Governo, é bom traduzir a proposta para a realidade. Ao todo são mais quatro meses, o que remeteria a resposta às reivindicações lá para setembro deste ano. É bom lembrar que as obrigações administrativas deste governo se iniciaram em janeiro deste ano. Assim, o governo Rosalba quer 9 meses para dar respostas a reivindicações óbvias e justas! Uma gestação duvidosa sem nenhuma garantia de parto.

E depois disso, o Governo Rosalba ainda fala em “estar aberto a negociação”. Para o Sinte-RN, negociar é ir pra mesa com soluções concretas para que todas as partes saiam ganhando. Já para o Governo, negociar é passar horas em conversas infrutíferas sem respostas concretas ou avanços de qualquer tipo.

Não adianta o Governo tentar manipular a sociedade com informações falsas. A greve continuará até que os direitos adquiridos pelos trabalhadores em educação sejam respeitados e haja condições dignas de funcionamento das escolas.

Fonte: SINTE RN

3 comentários:

  1. Katson Fernandes12 de maio de 2011 11:06

    Gostei de ver!!!

    ResponderExcluir
  2. É só lutando que chegaremos a alcançar nossos direitos, já que quem pode fazê-los ser cumpridos não faz jus ao dever que lhe compete. Lutando por nossos direitos hoje estamos fazendo com que os direitos dos nossos futuros professores(hoje nossos alunos) estejam garantidos. Vamos a luta!

    ResponderExcluir
  3. Como Profissional da Educação vejo-me no direito de cruzar os braços. E, fazer os nossos direitos "serem ouvidos"

    ResponderExcluir